quinta-feira, 27 de junho de 2013

Princípios básicos para se aprender uma segunda língua - A fúria de uma professora de língua estrangeira



Pessoas interessadas em aprender qualquer idioma ou que desejam que seus pequenos aprendam, saibam que:
- 30% do trabalho é do professor, os outros 70% é seu esforço e dedicação que faz acontecer.
- faltar às aulas significa que os 70% de esforço será de 140% para correr atrás do prejuízo. 
- para falar em inglês você precisa FALAR! Não existe um botão mágico que você, do nada, ativa e começa a falar em outra língua. 
- nenhum professor (qualquer que seja a matéria) tem bola de cristal. Se não der voz à sua dúvida, você morrerá com ela. 
- querer aprender um idioma quando você não tem tempo é muuuuuuito complicado. COMPLICADO, não impossível!
- Lição de casa é chata demais para fazer. Corrigir, então, nem se fala! Mas, é um mal necessário e quando não executado corretamente e dentro das datas corretas causa sérios danos à sua média final. 
- reforço não é um castigo imposto pelos professores porque você seja mal aluno, mas por que você precisa de uma maior atenção e auxílio. Você assimila o conteúdo de forma diferente, só isso! 
- se o professor pega no seu pé não é porque ele(a) quer o seu mal... Ele(a) quer que você aprenda. Ponto final. 
- professores não são seus pais ou amigos... São seus PROFESSORES e , como tal, devem ser tratados. 
- educação vem de casa! Professores de língua estrangeira apenas ensinam uma segunda língua, sua cultura e demais aspectos, não ensinamos princípios morais e éticos. Isso vem de casa! 

E, por último, um conselho. 

Se você não gosta de estudar, muito menos, estudar uma segunda língua que demanda tempo, dedicação, esforço e uma baita força de vontade, VÁ FAZER AULAS DE BALLET, KUMON, JUDÔ OU QUALQUER OUTRA COISA QUE TE FAÇA FELIZ. MAS, FIQUE LONGE DAS NOSSAS SALAS DE AULA, ATRAPALHANDO O RENDIMENTO E ANDAMENTO DAS AULAS. 

Ficam as dicas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário